Pular para o conteúdo principal

Firmes em Cristo

Esboço de Sermão


Fp 4.1

Introdução:
1.      Na igreja de Filipos havia perigos internos e externos. A igreja estava sendo atacada por falta de comunhão e por falsos mestres.
2.      Diante desses perigos, Paulo exorta a igreja a permanecer firme em Cristo.
3.      “Portanto, meus irmãos, amados e mui saudosos”: Paulo exprimi seus sentimentos mais íntimos de amor e carinho pelos irmãos. A palavra “saudoso” se refere a uma profunda dor por estar separado das pessoas amadas.

I. A alegria e a coroa do ministério de Paulo (v. 01):
1.      “... minha alegria e coroa”.
2.      Paulo exprime seus sentimentos mais íntimos de amor e carinho pelos irmãos quando diz que eles são “sua alegria e coroa”.
3.      A alegria de Paulo não resultava das circunstâncias, mas de seus companheiros cristãos em Filipos.
4.      A palavra “coroa” refere-se à coroa de louros recebida pelo atleta que vencia uma competição.
5.      Paulo sabia que valia a pena tudo quanto sofreu para plantar aquela igreja em Filipos.

II. A exortação à firmeza em Cristo (v. 01):
1.      “permanecei, deste modo, firmes no Senhor”.
2.      É a parte final desse versículo que demonstra o contínuo cuidado do apóstolo pela vida espiritual dos filipenses.
3.      A preocupação de Paulo, mais uma vez, era com a entrada das heresias doutrinárias que podiam corroer a esperança e provocar divisão e desarmonia no seio da igreja.
4.      A palavra “firmeza” era aplicada ao soldado que permanecia firme em seu ímpeto na batalha ante a um inimigo que queria superá-lo.
5.      Em vez de dar atenção aos falsos mestres ou se entregar às desavenças internas, a igreja deveria pôr a sua confiança no Senhor.
6.      A ideia de estar “firmes no Senhor” era, também, no sentido de colocar todas as coisas debaixo do controle do Senhor. Não deveria haver hesitação em servir a Cristo.

Conclusão:
1.      Perguntas: Sou eu um crente que está constantemente trabalhando para criar unidade na igreja? Ou, sou eu uma pessoa que dar lugar ao inimigo para criar inimizades na igreja (fofocas, críticas, falsidades)? Busco sempre ler e praticar a Palavra de Deus?
2.      O que preciso fazer para permanecer firme em Cristo:
a)      Devo permanecer firme na fé em meio às lutas enfrentadas por amor ao verdadeiro evangelho, pois essa dedicação e lealdade não ficarão sem grande recompensa em breve.
b)      Preciso ficar firme na fé quando me deparo com falsas doutrinas ensinadas por falsos mestres.
c)      Preciso ter um profundo amor por Cristo, ler e praticar a Palavra de Deus e acreditar no poder de Deus através da oração.
d) Lutemos pela comunhão da igreja e combatemos todo tipo de heresia que tente entrar na igreja.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A IMPORTÂNCIA DA FIDELIDADE DOS DÍZIMOS E DAS OFERTAS

Introdução:
O assunto do dízimo é um dos mais importantes na vida do cristão. A prática do dízimo é um tema controvertido nas igrejas evangélicas, tendo, de um lado, defensores apaixonados e, do outro, críticos ardorosos. Para alguns, é uma espécie de legalismo judaico preservado na igreja cristã. Para outros, trata-se de uma norma divina que tem valor permanente para o povo de Deus, na antiga e na nova dispensação. Os críticos do dízimo afirmam que sua obrigatoriedade é contrária ao espírito do evangelho, pois Cristo liberta as pessoas das imposições da lei. Os defensores alegam que essa posição é interesseira, porque permite às pessoas se eximirem da responsabilidade de sustentar generosamente a igreja e suas atividades. O grande desafio nessa área é encontrar o equilíbrio entre tais posições divergentes. O que está em jogo é uma questão mais ampla — o conceito da mordomia cristã, do uso que os cristãos fazem de seus recursos e bens. A Bíblia trata do dízimo em vários textos, isto é…

A ORAÇÃO É A CHAVE PARA A OBRA MISSIONÁRIA

“Quando o homem trabalha, o homem trabalha. Quando o homem ora, Deus trabalha.” Patrick Johnstone

INTRODUÇÃO
O mundo luta com armas químicas, biológicas, bombas atômicas e etc.. São armas consideradas de muito poder. No entanto, existe uma arma mais poderosa do que essas citadas: a oração do justo (Tg 5.16). Ela é mais potente do que os mísseis norte-americanos, pois nunca erra o alvo. A nossa arma é a oração. A oração nos orienta a tomar decisões importantes na obra missionária e em tudo na vida. Ela promove comunhão na igreja (At 2.42).
A oração é a marca distintiva da igreja missionária. A oração é um meio para enfrentar a perseguição. Em At 12.1 diz: “Por aquele tempo, mandou o rei Herodes prender alguns da igreja para os maltratar.” No versículo 5 diz que enquanto o apóstolo Pedro estava aguardando o seu martírio: “... havia oração incessante a Deus por parte da igreja a favor dele.” Toda igreja que faz missão passa por perseguição. Todavia, a perseguição não é capaz de acorre…

Ilustração Missionária: “A Missão de Uma Vela”