quinta-feira, 30 de maio de 2013

Classificação de países por perseguição

CONFIRA A NOVA CLASSIFICAÇÃO DE PAÍSES POR PERSEGUIÇÃO 2013!

Com base em experiências de campo, anualmente, a Portas Abertas publica uma lista com os 50 países mais opressores ao cristianismo. Há três principais objetivos para esse levantamento: fazer dessa classificação um instrumento mais preciso de medição da extensão da perseguição aos cristãos hoje; determinar onde a necessidade é mais urgente e; assim, planejar melhor projetos e ações.

Perseguição é "toda e qualquer hostilidade vivenciada em qualquer lugar do mundo, como resultado da identificação de uma pessoa com Cristo. Isso inclui atitudes, palavras ou ações hostis contra os cristãos, partindo de fora do cristianismo ou em meio a ele". Ron Boyd-MacMillan

Em comparação ao ano anterior, a Classificação de Países por Perseguição, originalmente chamada de World Watch List - WWL,  chegou em 2013 com alterações significativas e destaques bastante curiosos; a começar pela maneira com que a listagem foi feita.

A explicação é bastante simples: até 2012, o questionário elaborado pela Portas Abertas, que considerava as áreas onde a perseguição religiosa era mais latente, era composto por perguntas genéricas, rápidas, e não muito aprofundadas. Para a classificação desse ano, o questionário apresentado aos cristãos em campo foi reestruturado e alguns fatores e detalhes foram postos na balança. O relatório passou a considerar dois aspectos da perseguição religiosa: o contexto da perseguição e as diferenças de perseguição de acordo com as comunidades hostilizadas.

Por esse motivo, esse ano surgiram importantes mudanças nas dez primeiras posições, com novos países que passam a integrar o quadro dos 50 mais intolerantes à fé cristã. Ao comparar a classificação de 2013 com a de 2012, atente-se aos seguintes destaques:
  • Países novos entraram na lista: Mali (7ª), Tanzânia (25ª), Quênia (40ª), Uganda (47ª) e o Níger (50ª).  
  • Como já citado, o Mali, na África, que não apareceu em classificações anteriores, já chega ocupando a 7ª colocação. Isso se deu porque, após um golpe militar de Estado em março de 2012, o país vive hoje um momento de tensões e mudanças políticas, o que reflete diretamente na perseguição à Igreja. O norte foi dominado por milícias islâmicas e, portanto, todas as igrejas dessa região foram destruídas e milhares de cristãos tiveram que fugir para o sul ou para países vizinhos.
  • Há onze anos consecutivos, a Coreia do Norte figura em primeiro lugar no ranking.
  • O Iraque está agora no TOP 5 da lista. Pulou da 9ª para a 4ª posição no quadro geral. Desde 2003, quando a invasão liderada pelos EUA derrubou o regime de Saddam Hussein, os cristãos tem sido alvo constante de grupos radicais islâmicos que atuam no país. 
  • A Síria subiu 25 posições, a Etiópia 23 e a Líbia 9, o que significa que a perseguição nesses países se intensificou.  
  • A Nigéria se manteve no 13º lugar, mas a perseguição que antes era considerada somente no norte do país, agora se expandiu para todo o território. 
  • A China desceu do 21º lugar para o 37º e o Egito do 15º para o 25º. Entenda, porém, que essas alterações nas posições não significam, necessariamente, uma melhora na perseguição religiosa na China e no Egito, especificamente. O que acontece é que, devido à mudança na forma de classificação dos países, em alguns lugares a perseguição religiosa é maior do que nessas nações, o que fez com que muitos países descessem no ranking sem que a hostilidade aos cristãos tenha diminuído de fato. 
O esclarecimento acima pode aclarar também porque alguns países deixaram o ranking, mas não devem sair da sua lista de orações, já que a perseguição não acabou. São eles: Cuba, Bangladesh, Chechênia, Turquia e Belarus. É, novamente, a nova maneira de aferir a perseguição que provocou tal movimento na tabela. Relatos do campo informam que, sim, em determinados países, como a China, há sinais de melhora, mas, mesmo assim, as pressões contra minorias religiosas permanecem.
A boa notícia é que a perseguição tende a estar relacionada com o crescimento e o testemunho, e normalmente refina e fortalece a fé dos cristãos, não o oposto. Por isso, em geral, o aumento das pressões contra o cristianismo mostra que a Igreja está crescendo.

RANKING 2013 / 2012







Fonte:http://www.portasabertas.org.br/cristaosperseguidos/classificacao/wwl2013ok_

Por Que a Pregação do Evangelho da Graça é Indispensável?




Por intermédio da Bíblia, Deus chama os pecadores a arrependerem-se de seus pecados e a crer somente em Jesus Cristo. Isso porque o homem sem Cristo está perdido. Nenhuma religião ou credo do mundo pode salvar o homem. A Bíblia é categórica quando afirma: “pois todos pecaram e carecem da glória de Deus” (Rm 3.23). Jesus é o único caminho para Deus (Jo 14.6). Jesus é o único Mediador entre Deus e os homens (1Tm 2.5). Por isso, a pregação do evangelho da graça é indispensável. Devemos evangelizar porque o evangelho é a única mensagem de salvação. Salvação esta que é pela graça mediante a fé e não pelas obras (Ef 2.8-9). 

O homem não se salva (Jn 2.9). Ele é incapaz de buscar a Deus por suas próprias forças. O homem está morto em seus delitos e pecados (Ef 2.1). Ele está perdido sem Jesus. Somente a graça salvadora é capaz de gerar o novo nascimento na vida do ser humano. A salvação é pela graça, mas não de graça. Foi pago um preço pela salvação dos eleitos: o sangue de Cristo. Para ilustrar este ponto contarei um episódio que aconteceu com um amigo meu. Ele convidou alguém para almoçar em um determinado restaurante de Brasília. Após se deleitarem com a apetitosa comida, o meu amigo pagou a conta. O convidado agradeceu pela comida “de graça”, porém, o meu amigo disse: “A comida não foi de graça, eu paguei por ela”. Assim é a salvação em Jesus Cristo: ela não é de graça, mas pela graça. A você e a mim não custou nada, mas para Jesus custou-lhe o preço de sangue. Não nos custou nada porque também não tínhamos como pagá-la.

O pecador pergunta: O que devo fazer para ser salvo? A resposta é: Crê no Senhor Jesus Cristo e será salvo. Pergunta novamente: O que significa crer no Senhor Jesus Cristo? A reposta bíblica é: Reconhecer-se como pecador e que Cristo morreu pelos pecadores, ou seja, abandonar toda a justiça própria e toda a autoconfiança, e lançar-se inteiramente em Seus braços para receber o perdão e a paz. Isto significa olhar para Jesus Cristo, falar com Ele, clamar a Ele.

Portanto, o evangelho da graça está centrado no que Deus fez por nós ao dar o seu único Filho para morrer na cruz. Ou seja, o evangelho da graça é a boa notícia de que Deus abriu um caminho do céu para a terra e não de que o homem abriu um caminho da terra para o céu. Esta é a razão porque o evangelho da graça é necessário. Contudo, fomos salvos para sermos santos e irrepreensíveis (Ef 1.4), e, sobretudo, para o louvor da glória de Deus (Ef 1.6). Não somos salvos pelas obras. As obras não nos levam à salvação, porém, a salvação nos leva às obras. Não fazemos obras para sermos salvos, porém, fazemos obras porque já somos salvos em Cristo Jesus. Isto não significa que todos os que fazem “obras” são salvos. Mas, todos os salvos fazem boas obras. Esta é a razão porque o evangelho da graça é indispensável.

Nos laços do Calvário que nos une,
Luciano Paes Landim.

terça-feira, 28 de maio de 2013

Treinamento Bíblico de Evangelismo


10 mandamentos para "matar" um missionário no campo

Por Renato Vargens
1- Deixe de enviar o sustento  para aqueles que se encontram no campo missionário. 
2- Jamais ore por ele.
3- Não valorize a família dele.
4- Não pastoreie nem tampouco cuide do missionário e da sua família no campo.
5- Jamais se preocupe com os problemas dele.
6- Missionário bom é missionário que passa por privações, portanto, quanto mais duro ele for, maior será o testemunho.
7- Nunca mande emails, mensagens, ou até mesmo cartas para ele. Um missionário bem sucedido jamais se sentirá sozinho.
8- Abandone o missionário no campo. Missionário bom é aquele que não sente falta do Brasil. Esse papo de ano sabático é bobagem, portanto, deixe ele por lá o tempo que for necessário.
9- Jamais se preocupe com a saúde da família do missionário. Se a esposa ou os filhos ficarem doentes, ore por eles. Nada de mandar recursos para comprar remédios. O Missionário que passa por lutas ora mais.
10- Missionário precisa ter uma casa simples e modesta, portanto, nada de conforto, ok? Isto posto, considere um grande absurdo o missionário ter uma casa confortável.
Caro leitor, seguindo à risca essas orientações o missionário rapidamente desistirá do seu ministério.
Link: http://renatovargens.blogspot.com.br/search/label/Miss%C3%B5es

No dia 26 de maio, 5.199 igrejas realizaram o DIP

Em 2013, 5199 igrejas participaram da conscientização e mobilização da Igreja brasileira sobre a realidade dos cristãos que sofrem perseguição ao redor do mundo. O DIP - Domingo da Igreja Perseguida é realizado no Brasil desde 1988
DIP 2013 ARACATI  CE.jpg


A Igreja Perseguida vive uma realidade muito distante da nossa, mas, na oração, podemos nos aproximar desses cristãos. Podemos ser UM COM ELES através da intercessão e da ajuda propiciada pelos projetos em que a Portas Abertas atua. "Continuemos em oração amados. Sejamos UM COM ELES!", afirma a parceira Suzy Pérola, da Igreja Presbiteriana do Brasil em Santa Rita/Paraíba, que participou do DIP no último domingo (26).

Igrejas de diversas localidades do Brasil, além de Moçambique, Portugal, Bolívia e Peru participaram desse Domingo da Igreja Perseguida. Na foto, uma igreja em Aracati, no Ceará, realiza uma dramatização durante o DIP.

"O DIP é muito importante porque nos incentiva a orar dedicadamente, nesse momento, por nossos missionários e nossos irmãos em Cristo que estão sendo perseguidos", conclui Ivan Moreira, da Assembleia de Deus em Itabaianinha/Sergipe.
"Essa iniciativa foi uma ferramenta para ajudar nossos irmãos que muitas vezes estão tão presos ao seu cotidiano que se esquecem de que o mundo é grande e nossa família em Cristo também", diz Janaína Neves, de Vargem Bonita/Minas Gerais. A parceira Kelli Cristiane Marchezetti Cól, de São Paulo (capital) completou: "Não conhecia esse projeto e, ontem [26 de maio], ao chegar à igreja, me deparei com pessoas maravilhosas, que nos deram uma aula de como chegarmos aos nossos irmãos [perseguidos]. Como foi lindo! Deus se fez presente em cada segundo daquela reunião. Com certeza farei o melhor para ajudar. Parabéns, vocês estão levando a luz de Deus aos necessitados. Que Deus abençõe!".

A todos os parceiros e amigos que divulgaram a causa da Igreja Perseguida, se envolveram, mobilizaram sua igreja e comunidade para participar conosco do DIP 2013: muito obrigado! 

Fonte: Portas Abertas Brasil

segunda-feira, 27 de maio de 2013

Povo Tibetano, Shanyan da China

O nome tibetano para Shanyan significa "todo o terreno". As pessoas vivem em uma área muito remota da China,onde só se chega a pé ou a cavalo. Os relatórios indicam que desafiaram a regra imperial por mais de 200 anos, baseando-se no seu terreno perigoso, e finalmente foram colocados sob o domínio chinês em 1910. Eles são completamente não alcançados pelo Evangelho, apresentando um dos maiores desafios de qualquer grupo de budistas no mundo.

Obstáculos ao Ministério
O povo Shanyan têm pouca base para a compreensão de um Deus criador, que conhece e os ama pessoalmente. Além disso, sua localização remota é uma barreira muito difícil.

Ideias ao Ministério
É necessário orações sustentáveis para estas pessoas difíceis de alcançar. Ore para que o Senhor prepare os corações para compreender e receberem, e ore pelos crentes chineses dedicados para levar a mensagem a eles.

Ore Pelos Seguidores de Cristo
Apesar de a mensagem do Evangelho ser totalmente desconhecida para estas pessoas, ore pelos seguidores de Cristo que em breve surgirão em seu meio. Ore para que o Senhor os ajude a tornarem-se discípulos devotados, que estejam plantados firmemente nas verdades das Escrituras e que cresçam na fé.

Ore Por todo grupo de Pessoas
Ore para que a comunidade Shanyan seja capaz de lidar com as rápidas mudanças do século 21. Ore para que façam da educação de suas crianças uma prioridade.

Foco Escritura
"para que todos os povos da terra saibam que o SENHOR é Deus e que não há outro." 1 Reis 8.60


Grupo Étnico:Tibetan, Shanyan
País:China
Janela 10/40:Sim
População Nacional:24,000
População Mundial:24,000
Idioma:Language Unknown
Religião Principal:Budismo
Bíblia:Nenhum
Áudio NT - Internet:Não
Flime Jesus:Não
Áudio gravação:Não
Cristãos:Poucos, menos de 2%
Situação:Não-Alcançados
Escala de Progresso:
1.1


Informações fornecidas pelo email diário do Projeto Josué.

sábado, 25 de maio de 2013

Os pés dos que anunciam boas novas


A lógica da missão é que aprouve a Deus salvar os que creem pela loucura da pregação (1Co 1.21). Isto significa que o método escolhido por Deus para salvar o pecador envolve impreterivelmente a proclamação do evangelho. Ou seja, a pregação das boas novas gera fé no coração do pecador. Não há outro meio. Somente aquele que invocar o Nome do Senhor será salvo (Rm 10.13). Entretanto, surgem algumas perguntas: como invocarão aquele em quem não creram? Como crerão naquele de quem nada ouviram falar? E como ouvirão se não há quem pregue? E como pregarão se não forem enviados? (Rm 10.14-15).

A Bíblia é clara quando afirma: “Como são maravilhosos os pés dos que anunciam boas novas” (Rm 10.15). Nós cristãos temos a maior notícia do mundo. Temos o grande privilégio de portar a mensagem de Deus e o dever de proclamar a salvação exclusiva em Jesus. Para que a mensagem da cruz seja conhecida até os confins da terra é preciso que a igreja envie missionários como luz que iluminam os povos. Os povos só irão ouvir o evangelho se a igreja cumprir com o seu papel de anunciar a salvação. Mas o que chama a atenção aqui são os pés dos que anunciam boas novas, dos que portam a mensagem do evangelho. Mensagem esta que tem que ser levada com responsabilidade e precisão. Não podemos sonegar aos povos o evangelho. Não podemos nos ocultar diante de tamanha missão. Nenhuma outra instituição tem a missão de anunciar as boas novas, somente a igreja. Cada cristão é um missionário. Cada descrente é um campo missionário. Ou seja, cada salvo é chamado a anunciar a salvação aos perdidos. 

Os pés dos que anunciam as boas novas devem se apressar em direção aos povos não alcançados. Devem correr em direção aos que nunca ouviram falar de Jesus. Isso só acontece quando a igreja desperta-se para o que a Bíblia diz. Somente sendo obediente e santa a igreja cumpre a sua missão de ir e fazer discípulos de todas as nações, povos, línguas e tribos. A igreja foi chamada para ser santa e para viver no mundo testemunhando Cristo.

Lembre-mo-nos de que somente os pés dos que anunciam boas novas são maravilhosos.

Nos laços do Calvário que nos une,
Luciano Paes Landim.

25 de maio de 2013 – Jacarepaguá/RJ.

segunda-feira, 20 de maio de 2013

O Preço do Discipulado

Esboço de Sermão
Mt 16.24
Introdução:
  1. Antes de qualquer coisa, o obreiro tem que ser discípulo.
  2. Você é um discípulo de Cristo?
  3. Você não é discípulo de Cristo simplesmente porque diz o ser.
  4. Você não é discípulo de Cristo se não nasceu de novo.
  5. Você não é discípulo de Jesus por gostar de Jesus.
  6. Você não é discípulo de Jesus se curte o pecado.
  7. Você não é discípulo de Jesus se não perseverar até o fim.
  8. Você não é discípulo de Jesus se não ama outras pessoas.
  9. Você não é discípulo de Jesus se ama suas coisas.
  10. Aquele que deseja seguir Jesus deve resolver primeiro se está disposto a pagar o preço disso.
  11. Billy Graham afirmou que "a salvação é de graça, mas o discipulado custa tudo o que temos".
I. O que significa “seguir Jesus”?
  1. As multidões eram positivas, mas descompromissadas.
  2. Jesus não queria um compromisso irresponsável que só esperasse receber bênçãos.
  3. Longe de facilitar as coisas para obter uma resposta positiva, Cristo estabeleceu que o custo do discipulado era o mais alto possível.
  4. Jesus incentivou-os a fazerem um cuidadoso inventário antes de declarar a sua disposição de segui-lo (Lc 9.57-62): Indo eles caminho fora, alguém lhe disse: Seguir-te-ei para onde quer que fores. Mas Jesus lhe respondeu: As raposas têm seus covis, e as aves do céu, ninhos; mas o Filho do Homem não tem onde reclinar a cabeça. A outro disse Jesus: Segue-me! Ele, porém, respondeu: Permite-me ir primeiro sepultar meu pai. Mas Jesus insistiu: Deixa aos mortos o sepultar os seus próprios mortos. Tu, porém, vai e prega o reino de Deus. Outro lhe disse: Seguir-te-ei, Senhor; mas deixa-me primeiro despedir-me dos de casa. Mas Jesus lhe replicou: Ninguém que, tendo posto a mão no arado, olha para trás é apto para o reino de Deus”.
  5. Seguir Jesus exige um novo rumo na vida.
  6. Seguir Jesus significa caminhar em direção a Ele.
  7. Seguir Jesus significa acompanhá-Lo.
  8. Seguir Jesus é saber ouvi-Lo (Mt 5.2).
  9. Seguir Jesus é saber aprender Dele (Mt 11.29).
  10. Seguir Jesus é saber obedecê-Lo (Rm 6.17).
  11. Seguir Jesus é saber perseverar (Mt 4.13-14).
II. O que significa “negar a si mesmo”?
  1. Negar-se a si mesmo é comportar-se para consigo mesmo como Pedro fez para com Jesus, quando o negou por três vezes.
  2. Pedro renegou, repudiou e voltou as costas para Jesus.
  3. Pedro deveria ter feito isto consigo mesmo, não com Jesus.
  4. Renegar é repudiar e renunciar a nosso suposto direito de seguir nosso próprio caminho.
  5. Para sermos discípulos de Cristo precisamos abandonar totalmente o nosso desejo natural de procurar o nosso próprio progresso, conforto, respeito e poder.
  6. Significa renunciar o “eu”.
  7. Significa esquecer os próprios interesses.
  8. Não há como ser discípulo de Cristo se o perseguir riquezas é o princípio norteador de sua vida (Mt 6.24): Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de aborrecer-se de um e amar ao outro, ou se devotará a um e desprezará ao outro. Não podeis servir a Deus e às riquezas”.
  9. O preço do discipulado verdadeiro é abrir mão de todos os relacionamentos e posses.
  10. Ou seja, tudo quanto temos: bens materiais, família, nossa própria vida, com suas ambições e interesses (Lc 14.33): “Assim, pois, todo aquele que dentre vós não renuncia a tudo quanto tem não pode ser meu discípulo”.
  11. Isto não significa que devemos abandonar tudo quanto temos, mas que tudo quanto temos deve ser colocado a serviço de Cristo e sob sua direção (Mt 7.14).
  12. É deixar de centralizar-se em si e passar a centralizar-se em Deus.
III. O que significa “levar a sua cruz”?
  1. Mt 10.38: “e quem não toma a sua cruz e vem após mim não é digno de mim.”
  2. Significa carregar, levar a nossa cruz.
  3. Significa estar pronto e disposto a morrer.
  4. Cristo exige total compromisso, até o ponto da morte física.
  5. Significa ser fiel até a morte.
  6. Tudo que fazemos para nós é passageiro, mas tudo que fazemos para Cristo é eterno.
  7. Para seguir Jesus é preciso crucificar nossa velha e egocêntrica forma de viver.
  8. Dietrich Bonhoeffer: “Quando Cristo chama um homem, ele ordena que esta venha e morra”.
  9. Não desperdice sua vida... Viva para a glória de Deus!
IV. As recompensas de seguir Jesus:
  1. Para aqueles que vão a Cristo com uma fé em que há a renúncia de si mesmo haverá vida eterna e verdadeira (Mt 16.25, NTLH): “Pois quem põe os seus próprios interesses em primeiro lugar nunca terá a vida verdadeira; mas quem esquece a si mesmo por minha causa terá a vida verdadeira”.
  2. Para aqueles que seguem a Jesus haverá retribuição, galardão (Mt 16.26): “Porque o Filho do Homem há de vir na glória de seu Pai, com os seus anjos, e, então, retribuirá cada um conforme as suas obras”.
  3. Textos bíblicos sobre recompensas aos que seguirem Jesus até o fim:
  1. Ap 2:7b: “… Ao que vencer, dar-lhe-ei a comer da arvore da vida, que está no meio do paraíso de Deus”.
  2. Ap 2:11b: “… O que vencer não receberá o dano da segunda morte”.
  3. Ap 2:17: “… Ao que vencer darei eu a comer do maná escondido e dar-lhe-ei uma pedra branca, e na pedra um novo nome escrito, o qual ninguém conhece senão aquele que o recebe”.
  4. Ap 2:25-28: “E ao que vencer e guardar até o fim as minhas obras, eu lhe darei poder sobre as nações. E com vara de ferro as regerá; e serão quebradas como vasos de oleiro; como também recebi de meu Pai. E dar-lhe-ei a estrela da manhã”.
  5. Ap 3:5: “O que vencer será vestido de vestes brancas, e de maneira nenhuma riscarei o seu nome do livro da vida; e confessarei o seu nome diante de meu Pai e diante dos seus anjos.
Conclusão:
  1. Seguir a Jesus requer pagar um preço.
  2. Seguir Jesus é necessário estar disposto a morrer.
  3. Seguir Jesus é preciso considerá-Lo mais importante que seus próprios pais, irmãos e filhos.
  4. Nada mais pode lhe dar o que você precisa.
  5. Seu dinheiro, seu emprego, o sucesso, os filhos, o cônjuge, as esperanças, os sonhos, a reputação... Todas essas coisas e pessoas são boas.
  6. Mas nenhuma delas pode suprir suas maiores necessidades.
  7. Se você procurar alegria em qualquer coisa ou pessoa, além de Jesus, o fim da história será triste.
  8. Seguir Jesus significa confiar Nele.
  9. Ilustração: O Equilibrista no Cabo de Aço.

quinta-feira, 16 de maio de 2013

“É preciso fazê-los calar”


Esboço de Sermão: 

É preciso fazê-los calar, porque andam pervertendo casas inteiras, ensinando o que não devem, por torpe ganância.” (Tt 1.11, negrito meu)
Introdução:
Paulo mostra sua preocupação com a transmissão do evangelho e o compromisso com relação à sã doutrina de acordo com o evangelho verdadeiro.
O apóstolo Paulo diz a Tito que devia não somente confrontar e corrigir ensinos falsos, mas também lidar com os próprios falsos mestres.
Duas tarefas do líder cristão são: ensinar a sã doutrina e refutar o erro (Tt 1.10).
I. A Solução? “É preciso fazê-los calar”:
No texto não é dito se por meio da argumentação ou pela disciplina, porém, o fato é que eles estão sendo cada vez mais influentes.
Significa colocar uma mordaça, não simplesmente um freio, na boca de um animal.
É preciso tomar uma atitude para fazê-los parar de ensinar.
Devemos estar preparados para contradizer e refutar o erro.
É urgentemente necessário, porque andam pervertendo casas inteiras, ensinando o que não devem.
II. Onde agem? “porque andam pervertendo casas inteiras”:
Pior do que isso, eles são enganadores.
Não apenas algumas pessoas estão sendo enganadas.
Esses enganadores estão arruinando famílias inteiras, ensinando coisas que não devem.
III. Como agem? “ensinando o que não devem”:
A palavra deles não apenas deixa de edificar; ela de fato leva ao erro.
O discurso deles é desprovido de um conteúdo saudável.
Eles não passam de faladores, provedores de “palavras vazias e infrutíferas”.
Diferentemente dos fiéis presbíteros, que devem apegar-se “firmemente à mensagem fiel”, os falsos mestres recusam-se a submeter-se a ela.
No versículo 10 Paulo refere-se a eles com a expressão muitos insubordinados.
IV. A motivação? “por torpe ganância”:
O que parece claro de qualquer maneira é que estas pessoas perigosas, conforme o apóstolo as vê, não estão movidas pelo desejo de servir a Deus ou a seu próximo, mas, sim, estão a fim de fazer “lucros sórdidos”.
Eles têm uma segunda intenção: agem por ganância (v. 11), uma avareza da qual todo verdadeiro mestre tem de se libertar (v. 7).
 “torpe ganância”: Os falsos mestres sempre têm esse sentimento por causa do dinheiro (1Tm 6.4; 1Pe 5.2).
Ninguém deve ver a liderança da igreja como uma oportunidade para ganhar dinheiro.
Conclusão:
Uma doutrina verdadeira e pura deve ser exigida de todos os que falam à igreja.
Qualquer pessoa que não corresponde a esse parâmetro deve ser repreendida.
A doutrina bíblica sã não somente deve ser ensinada, mas também acatada com profunda convicção.

segunda-feira, 13 de maio de 2013

DESAFIO MISSIONÁRIO BRASILEIRO




Veja algumas informações sobre o desafio missionário brasileiro:

1- Indígenas (cerca 500 mil índios)

2- Ribeirinhos (quase 7 milhões de brasileiros) 

3- Ciganos (800 mil ciganos em nossa nação)

4- Quilombolas (quase 800 comunidades no Brasil)
 
5- Sertanejos (milhões de brasileiros vivem no Sertão, com muita dificuldade e muitos povoados estão clamando por um missionário)
 
6- Moradores de rua (quase 2 milhões de moradores de rua no Brasil)
 
7- Milionários (condomínios fechados de alto luxo, como pregar para eles? No Brasil aumenta diariamente o número de milionários, onde eles vão congregar?)
 
8- Imigrantes (mais de 2 milhões, comunidades alemãs, italianas, chinesas, japoneses, árabes, etc...)

Educando para a glória de Deus