domingo, 20 de abril de 2014

Seminário MISSÕES PARA A GLÓRIA DE DEUS

Com o objetivo de proporcionar conscientização e capacitação missionária, o Ministério de Treinamento da Missão SAEM estará ministrando o Seminário MISSÕES PARA A GLÓRIA DE DEUS em duas cidades do Distrito Federal: São Sebastião e Guará II. Na ocasião, o presidente/fundador da Missão SAEM, pastor Luciano Paes Landim, estará ministrando os temas:

1. O Caráter Missionário da Bíblia.
2. O Caráter Missionário de Deus.
3. Missões Para a Glória de Deus.

Obs.: Será exibido um filme missionário.


No valor do investimento estão inclusos o direito de assistir as palestras, a apostila de 16 páginas e o kit de livretos escritos pelo palestrante MISSÕES PARA A GLÓRIA DE DEUS.

Agende um Seminário em sua igreja:
Contatos:
Fone: (61) 8460-9254
E-mail: missao.saem@hotmail.com

Acesse: www.missaosaem.blogspot.com

quarta-feira, 16 de abril de 2014

Seminário MISSÕES PARA A GLÓRIA DE DEUS




Querido pastor, que a graça do Senhor da missão esteja contigo!

Venho por meio desta, apresentar-lhe o Seminário MISSÕES PARA A GLÓRIA DE DEUS.

O Seminário MPGD é uma realização da Escola de Missões DAVID BRAINERD, ministério de treinamento da Missão SAEM (Sociedade de Apoio Evangelístico e Missionário), que tem a finalidade de conscientizar e treinar cristãos para a obra missionária.

O Seminário MPGD funciona da seguinte forma:

1.      Quatro (04) encontros de uma (01) hora cada.
2.      Três (03) encontros são estudos apostilados e um (01) encontro é a exibição de um filme missionário.
3.      Pode ser realizado em um intensivo de um (01) dia, em dois (02) dias, ou ainda em quatro (04) dias. Observação: Em caso de um intensivo de um (01) dia, a igreja anfitriã deverá oferecer as refeições necessárias aos participantes.
4.      Valor do investimento: R$ 20,00 por cada participante. Inclusos: Direito de assistir as palestras e exibição do filme missionário, apostila (16 páginas) e o kit de livretos da série “Missões Para a Glória de Deus” do Pr. Luciano Paes Landim.
5.      Realizamos o Seminário MPGD para qualquer quantidade de participantes.

O nosso desejo é ver cristãos conscientizados e capacitados para a realização da Grande Comissão: ORAR, OFERTAR, TREINAR E EVANGELIZAR.

Agendando um Seminário MPGD em sua igreja, você estará contribuindo para o sustento da obra missionária. A Missão SAEM tem o desafio de levantar uma oferta de R$ 3.000,00. Uma das maneiras que encontramos para arrecadar recursos para a execução de nossas expedições missionárias foi a realização deste seminário. Contamos com você e sua igreja!
AGENDE:

Fones: (61) 8460-9254 (OI) ou 8176-6400 (TIM).
E-mail: missao.saem@hotmail.com / lucianolandim@hotmail.com

Nos laços do Calvário que nos une,
Pr. Luciano Paes Landim (Presidente/Fundador da Missão SAEM)

terça-feira, 15 de abril de 2014

Missões começa em casa




Por Hernandes Dias Lopes

John Stott, erudito expositor bíblico, disse que antes de Jesus enviar a igreja ao mundo, enviou o Espírito Santo para a igreja. A obra do Espírito e o testemunho da igreja são inseparáveis. O Espírito Santo capacitou a igreja para ser testemunha tanto em Jerusalém, como em toda a Judeia, Samaria e até aos confins da terra. O propósito de Deus é o evangelho todo, por toda a igreja, em todo o mundo. Atos 1.8 é a plataforma missionária de Jesus. É a agenda missionária da igreja. Daremos, aqui, um enfoque à obra missionária em Jerusalém, em nossa cidade, a partir da nossa própria casa. Para melhor compreensão do assunto em tela, daremos destaque a alguns pontos:

Em primeiro lugar, a capacitação precede à ação missionária. O recebimento de poder precede o testemunho. Testemunhar sem o poder do Espírito Santo é como tentar cortar lenha com o cabo do machado. Em vão é o esforço humano sem o revestimento do Espírito. A igreja não foi autorizada a começar o seu esforço missionário senão depois do revestimento de poder vindo do alto. Hoje, temos muito esforço e pouco resultado. Muito trabalho e poucos frutos. Muitas palavras e pouca manifestação de poder. Pregamos aos ouvidos, mas não pregamos aos olhos. Os homens escutam de nós belos discursos, mas não veem em nós demonstração de poder. Preciso concordar com Charles H. Spurgeon, quando disse que é mais fácil um leão tornar-se vegetariano, do que uma vida sequer ser salva sem a obra do Espírito Santo. Dependemos do Espírito Santo, precisamos do Espírito Santo, carecemos da capacitação do Espírito Santo.

Em segundo lugar, O Espírito Santo é quem nos capacitar para a obra missionária. A promessa de Jesus é que os discípulos seriam revestidos com o poder do alto, o poder do Espírito, para testemunhar desde Jerusalém até aos confins da terra. Nenhuma outra preparação por mais refinada, substitui a capacitação do Espírito Santo. Nenhum cabedal teológico, nenhuma erudição humana, nenhuma eloquência angelical poderia capacitar a igreja a testemunhar o evangelho com eficácia. Só o Espírito Santo pode iluminar a mente e aquecer o coração. Só o Espírito Santo pode capacitar o mensageiro, aplicar eficazmente a mensagem e abrir o coração dos ouvintes, dando-lhes uma nova vida.

Em terceiro lugar, a igreja é o método de Deus para alcançar o mundo. Jesus não comissionou o governo para a proclamação do evangelho nem mesmo delegou essa sublime tarefa aos anjos. A igreja é o método de Deus. O propósito de Deus é o evangelho todo, por toda a igreja, em todo o mundo. Se nós nos calarmos seremos culpados de uma omissão criminosa. Somos atalaias de Deus. Se o ímpio morrer em sua impiedade sem avisarmos a ele, Deus cobrará de nós o seu sangue. Somos embaixadores em nome de Cristo. Devemos rogar aos homens que se reconciliem com Deus.

Em quarto lugar, o testemunho do evangelho começa em casa. A obra missionária deve ser feita aqui, ali e além fronteiras ao mesmo tempo. Porém, o ponto de partida é a nossa Jerusalém, onde estamos estabelecidos. Não teremos autoridade para pregar para os de fora se não estamos testemunhando para os de dentro. Não podemos começar com os confins da terra se a nossa própria Jerusalém ainda não foi impactada com o poder do evangelho. Não podemos pregar aos estranhos se primeiro não fizemos conhecido o evangelho em nossa própria família. Quando Jesus libertou e salvou o endemoninhado gadareno, não permitiu que ele o acompanhasse para um trabalho itinerante, mas enviou-o de volta aos seus. Nossa família, nossa parentela, nossa cidade devem ser os primeiros redutos a serem atingidos pelo evangelho.

Fonte: http://hernandesdiaslopes.com.br/2014/04/missoes-comeca-em-casa/#.U03vv6K0PIU

Educando para a glória de Deus