Os Planos de Deus Não Podem Ser Frustrados

Esboço de Sermão

Jó 42.2

Introdução:
1.      Os nossos planos nem sempre saem da maneira que planejamos. Os nossos planos podem ser frustrados.
2.      O homem não consegue discernir os acontecimentos futuros que somente Deus sabe.
3.      Deus nunca prometeu que nossos planos dariam certo. Ele prometeu que os planos dEle não dariam errados.
4.      Os planos de Deus não podem ser frustrados.

I. As Características de Jó:
1.      Integridade, retidão, temor a Deus e desvio do mal (1.1).
2.      Tinha sete filhos e três filhas (1.2).
3.      Possuía sete mil ovelhas, três mil camelos, quinhentas juntas de bois e quinhentas jumentas (1.3a).
4.      Tinha muitos trabalhadores ao seu dispor (1.3b).
5.      Era o maior de todos os do Oriente (1.3c).
6.      Seus filhos banqueteavam-se entre si (1.4a).
7.      Jó intercedia pelos seus filhos (1.5).

II. O motivo das provações de Jó:
1.      Satanás apresentou-se perante a Deus: “Num dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o SENHOR, veio também Satanás entre eles” (1.6).
2.      Satanás levanta suspeitas sobre as motivações de Jó: Então, perguntou o SENHOR a Satanás: Donde vens? Satanás respondeu ao SENHOR e disse: De rodear a terra e passear por ela. Perguntou ainda o SENHOR a Satanás: Observaste o meu servo Jó? Porque ninguém há na terra semelhante a ele, homem íntegro e reto, temente a Deus e que se desvia do mal. Então, respondeu Satanás ao SENHOR: Porventura, Jó debalde teme a Deus? Acaso, não o cercaste com sebe, a ele, a sua casa e a tudo quanto tem? A obra de suas mãos abençoaste, e os seus bens se multiplicaram na terra. Estende, porém, a mão, e toca-lhe em tudo quanto tem, e verás se não blasfema contra ti na tua face. Disse o SENHOR a Satanás: Eis que tudo quanto ele tem está em teu poder; somente contra ele não estendas a mão. E Satanás saiu da presença do SENHOR” (1.7-12).
3.      Nem sempre o sofrimento vem em consequência do pecado pessoal.
4.      A igreja moderna confundiu provações com maldições, prosperidade com materialismo.
5.      O próprio Deus afirma que Jó era um homem íntegro, reto, temente ao Senhor e que se desviava do mal.

III. As Provações de Jó:
1.      A perda dos bens materiais: Sucedeu um dia, em que seus filhos e suas filhas comiam e bebiam vinho na casa do irmão primogênito, que veio um mensageiro a Jó e lhe disse: Os bois lavravam, e as jumentas pasciam junto a eles; de repente, deram sobre eles os sabeus, e os levaram, e mataram aos servos a fio de espada; só eu escapei, para trazer-te a nova. Falava este ainda quando veio outro e disse: Fogo de Deus caiu do céu, e queimou as ovelhas e os servos, e os consumiu; só eu escapei, para trazer-te a nova. Falava este ainda quando veio outro e disse: Dividiram-se os caldeus em três bandos, deram sobre os camelos, os levaram e mataram aos servos a fio de espada; só eu escapei, para trazer-te a nova” (1.13-17).
2.      A perda dos filhos: Também este falava ainda quando veio outro e disse: Estando teus filhos e tuas filhas comendo e bebendo vinho, em casa do irmão primogênito, eis que se levantou grande vento do lado do deserto e deu nos quatro cantos da casa, a qual caiu sobre eles, e morreram; só eu escapei, para trazer-te a nova” (1.18,19).
3.      A perda da saúde: Então, Satanás respondeu ao SENHOR: Pele por pele, e tudo quanto o homem tem dará pela sua vida. Estende, porém, a mão, toca-lhe nos ossos e na carne e verás se não blasfema contra ti na tua face. Disse o SENHOR a Satanás: Eis que ele está em teu poder; mas poupa-lhe a vida. Então, saiu Satanás da presença do SENHOR e feriu a Jó de tumores malignos, desde a planta do pé até ao alto da cabeça” (2.4-7).
4.      A apostasia de sua esposa: Então, sua mulher lhe disse: Ainda conservas a tua integridade? Amaldiçoa a Deus e morre” (2.9).
5.      A perda da reputação: Da minha honra me despojou e tirou-me da cabeça a coroa” (19.9).
6.      A perda dos melhores amigos: Compadecei-vos de mim, amigos meus, compadecei-vos de mim, porque a mão de Deus me atingiu” (19.21).
7.      A repreensão de Deus a Jó: Quem primeiro me deu a mim, para que eu haja de retribuir-lhe? Pois o que está debaixo de todos os céus é meu” (41.11).

IV. A Reação de Jó:
1.      Depois de ter perdido os bens e os filhos, Jó adorou ao Senhor: Então, Jó se levantou, rasgou o seu manto, rapou a cabeça e lançou-se em terra e adorou; e disse: Nu saí do ventre de minha mãe e nu voltarei; o SENHOR o deu e o SENHOR o tomou; bendito seja o nome do SENHOR! Em tudo isto Jó não pecou, nem atribuiu a Deus falta alguma” (1.20-22).
2.      Depois que sua esposa falou pra Jó não conservar mais a sua integridade, amaldiçoar a Deus e morrer, Jó respondeu: Mas ele lhe respondeu: Falas como qualquer doida; temos recebido o bem de Deus e não receberíamos também o mal? Em tudo isto não pecou Jó com os seus lábios” (2.10).
3.      Jó compreende muito bem quem enviou esses males a ele: “Então, vieram a ele todos os seus irmãos, e todas as suas irmãs, e todos quantos dantes o conheceram, e comeram com ele em sua casa, e se condoeram dele, e o consolaram de todo o mal que o SENHOR lhe havia enviado; cada um lhe deu dinheiro e um anel de ouro” (42.11).

V. Deus restaura a prosperidade de Jó:
1.      Atrás da cara carrancuda de Deus há um sorriso escondido. 
2.      Tudo que Satanás intentou contra Jó, Deus reverteu em bênção.
3.      O exemplo de José: Vós, na verdade, intentastes o mal contra mim; porém Deus o tornou em bem, para fazer, como vedes agora, que se conserve muita gente em vida” (Gn 50.20).
4.      Rm 8.28: “Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito”.
5.      Fp 4.11-13: Digo isto, não por causa da pobreza, porque aprendi a viver contente em toda e qualquer situação. Tanto sei estar humilhado como também ser honrado; de tudo e em todas as circunstâncias, já tenho experiência, tanto de fartura como de fome; assim de abundância como de escassez; tudo posso naquele que me fortalece”.
6.      Ilustração “O ateu e a crente pobre”.
7.      Não existem duas forças iguais operando no universo – um dualismo. Os demônios estão sujeitos a Deus. Eles nada fazem sem a permissão de Deus. Jó 1.1ss. Deus é o único todo-poderoso.
8.      Deus restaurou todas as áreas atingidas na vida de Jó:
a)      Deus restaurou os bens de Jó - dando-lhe o dobro: Assim, abençoou o SENHOR o último estado de Jó mais do que o primeiro; porque veio a ter catorze mil ovelhas, seis mil camelos, mil juntas de bois e mil jumentas” (42.12).
b)      Deus restaurou a saúde de Jó – Viveu mais 140 anos: Depois disto, viveu Jó cento e quarenta anos; e viu a seus filhos e aos filhos de seus filhos, até à quarta geração. Então, morreu Jó, velho e farto de dias” (42.16,17).
c)      Deus restaurou os filhos de Jó: Também teve outros sete filhos e três filhas” (42.13). Agora, Jó tem 10 filhos no céu e 10 filhos na terra. Não deu o dobro, porque não perdemos os nossos filhos com a morte. Seus filhos são filhos da promessa.
d)     Deus restaurou o casamento de Jó: O casamento de Jó foi curado, transformado. Ele teve mais dez filhos como frutos do casamento.
e)      Deus restaurou os amigos de Jó: Mudou o SENHOR a sorte de Jó, quando este orava pelos seus amigos; e o SENHOR deu-lhe o dobro de tudo o que antes possuíra. Então, vieram a ele todos os seus irmãos, e todas as suas irmãs, e todos quantos dantes o conheceram, e comeram com ele em sua casa, e se condoeram dele, e o consolaram de todo o mal que o SENHOR lhe havia enviado; cada um lhe deu dinheiro e um anel de ouro” (42.10,11). Em vez de guardar mágoa das pessoas que falam mal de você, ore por elas. Porque através da intercessão Deus vai curar você e perdoar seus amigos.
Conclusão e Aplicações:
1.      Satanás tentou afastar Jó de Deus, mas Jó ficou mais perto do Senhor. Agostinho disse: "Deus está mais perto de mim do que eu de mim mesmo". DEUS ESTÁ CONOSCO!
2.      A ênfase do livro não são as provações de Jó ou a sua fidelidade a Deus, mas a soberania, providência, fidelidade e cuidado de Deus na vida dos seus servos.
3.      Alguém disse: “Prefiro a tempestade e Jesus dormindo, do que o mar calmo e o Diabo remando”. É MELHOR TER JESUS DENTRO DO BARCO!
4.      Martinho Lutero: “Posso não saber o caminho, mas conheço bem o meu guia”. CONHEÇA E CONFIE EM JESUS, POIS ELE TE LEVARÁ À TERRA PROMETIDA!
5.      Jó provou e viu que Deus é bom: Eu te conhecia só de ouvir, mas agora os meus olhos te veem” (42.5). PROVE DE DEUS!

Nos laços do Calvário que nos une,
Luciano Paes Landim.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A IMPORTÂNCIA DA FIDELIDADE DOS DÍZIMOS E DAS OFERTAS

ESTRATÉGIAS DE EVANGELIZAÇÃO URBANA (Parte 01)