A CRUZ DE CRISTO: SOLUÇÃO PARA O PECADO HUMANO

Quem foi responsável pela execução de Jesus? Jesus morreria de qualquer maneira, mesmo que Pilatos não O tivesse condenado? Deus planejou a morte de Jesus tal como ocorreu? Poderia ser diferente? Quem é o culpado?

Falar da cruz é entender que a mesma era repugnante para os romanos. Era nela que os romanos executavam judeus condenados à morte. Todavia, evangelicamente falando (refiro-me propriamente ao Evangelho e não a um movimento), cruz é o centro da mensagem bíblica. Cruz é o lugar em que Cristo morreu para nos salvar. Como disse o Pr. Luiz César Nunes de Araújo: “Acima das atitudes dos homens, a morte de Cristo foi determinada pelo Pai, pela vontade do Filho e por amor de nós”. Jesus se entregou por amor. Ele se identificou com os pecadores. Ele nunca se desviou da cruz. Jesus sabia da sua morte e porque morreria.

Mas a verdade é que a cruz de Cristo revela a gravidade do nosso pecado. Pecado que é uma afronta a Deus. Pecado que foi perdoado quando Deus entregou o seu Filho para morrer em nosso lugar. Assim, a cruz responde a todos os questionamentos a respeito de Deus e da salvação porque ela é o símbolo do amor de Deus.

Deste modo, a salvação de Deus é unicamente para os que crêem. Salvação esta preparada na história do homem, por intermédio da obra de Cristo, desde o Antigo Testamento. As profecias veterotestamentárias revelam gloriosamente Deus como o agente positivo da salvação. Foi Deus quem tomou a atitude logo após a queda do homem. Foi Ele quem proporcionou a solução para o pecado humano. A salvação é ato peculiar de Deus (Jn 2.9). Através da cruz, Jesus, sem pecado algum, assume nossa culpa, e abre o caminho da salvação para o que crer.

Nos laços do Calvário que nos une,
Rev. Luciano Paes Landim.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A IMPORTÂNCIA DA FIDELIDADE DOS DÍZIMOS E DAS OFERTAS

ESTRATÉGIAS DE EVANGELIZAÇÃO URBANA (Parte 01)