A inevitabilidade da obra missionária


“mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judeia e Samaria e até aos confins da terra.” At 1.8

Em Atos 1.8 missões não é uma mera ordem e sim uma afirmação alusiva, esclarecendo que, após serem cheios do Espírito Santo, os discípulos iriam ser movidos a testemunhar da sua fé em todos os lugares do mundo.

A declaração “e sereis” expõe enfaticamente a inevitabilidade da obra missionária. Quando Jesus disse “e sereis”, Ele não estava dando um mandamento aos discípulos. Se fosse um mandamento Ele teria dito: “vocês deverão ser”. Ele não está dando um mandamento, Ele está afirmando e garantindo um acontecimento inevitável: “vocês serão minhas testemunhas”. Assim que eles recebessem o enchimento do Espírito Santo, eles se transformariam, espontaneamente, em testemunhas de Jesus, verdadeiros missionários. A evidência de que estamos cheios do Espírito Santo não é outra. A ação missionária é inevitável na vida de quem tem a plenitude do Espírito. Isto implica que todo aquele que teve uma experiência pessoal com Cristo, automaticamente torna-se uma testemunha. Jesus Cristo quer que todos os seus seguidores sejam fiéis testemunhas da sua realidade e poder.

Portanto, a missão dos apóstolos de difundir o Evangelho foi a razão principal para a qual o Espírito Santo os capacitou. Se você diz que é cheio do Espírito Santo, mas não faz missões, então você é um mentiroso.

Nos laços do Calvário que nos une,
Rev. Luciano Paes Landim.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A IMPORTÂNCIA DA FIDELIDADE DOS DÍZIMOS E DAS OFERTAS

A ORAÇÃO É A CHAVE PARA A OBRA MISSIONÁRIA