Pular para o conteúdo principal

Livros Para Ler Antes Que 2013 Se Acabe


Lembro-me de quando iniciei o seminário teológico e ouvi um professor dizer: “Ande sempre com um livro na mão, mesmo que você não tenha o costume de ler. Quando estiver na fila do banco, esperando alguém, no consultório esperando ser atendido, ou fazendo qualquer coisa, você vai acabar olhando para o livro em sua mão e vai despertar-se para lê-lo”.

Ler é como escovar os dentes. Quando criança, precisávamos de alguém para escovar ou nos motivar a escovar os dentes. Tínhamos preguiça, esquecíamos, não tínhamos o hábito. Depois de grande, descobrimos que escovar os dentes é uma necessidade. Assim também é com a leitura. No início não temos o costume, precisamos de um incentivo, porém, depois compreendemos que é uma necessidade.

Alguém disse que a leitura é algo categórico para a aprendizagem do ser humano, pois é através dela que podemos enriquecer nosso vocabulário, obter conhecimento, dinamizar o raciocínio e a interpretação. Muitas pessoas dizem não ter paciência para ler um livro, no entanto isso acontece por falta de hábito, pois se a leitura fosse um hábito as pessoas saberiam apreciar uma boa obra literária, por exemplo.

Assim, com o objetivo de enriquecer-me teologicamente, estou no desafio de ler, antes que 2013 se acabe, os seguintes livros:

- Soli Deo Gloria: O Ser e Obras de Deus (Paulo Anglada) – Knox Publicações.

- Sola Scriptura: A Doutrina Reformada das Escrituras (Paulo Anglada) – Knox Publicações.

- Imago Dei: Antropologia Reformada (Paulo Anglada) – Knox Publicações.

- Introdução à Hermenêutica Reformada (Paulo Anglada) – Knox Publicações.

Por já conhecer o autor Paulo Anglada e saber do seu compromisso com as Escrituras Sagradas, sugiro a leitura das obras supracitadas.

Nos laços do Calvário que nos une,

Luciano Paes Landim

(Pastor da IIBN e Presidente da Missão SAEM)

Comentários

  1. Preciso ler um livro do Anglada que você me sugeriu no primeiro semestre desse ano, Calvinismo As Antigas Doutrinas da Graça. No momento estou lendo Apologética Cristã Para o Século XXI de Louis Markos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paz, irmão Célio! O livro "Calvinismo - As Antigas Doutrinas da Graça" do Rev. Paulo Anglada saiu na edição revisada. É um excelente livro! Aliás, todas as obras do Anglada são de grande valia.

      Excluir

Postar um comentário

Comentários:

Postagens mais visitadas deste blog

A IMPORTÂNCIA DA FIDELIDADE DOS DÍZIMOS E DAS OFERTAS

Introdução:
O assunto do dízimo é um dos mais importantes na vida do cristão. A prática do dízimo é um tema controvertido nas igrejas evangélicas, tendo, de um lado, defensores apaixonados e, do outro, críticos ardorosos. Para alguns, é uma espécie de legalismo judaico preservado na igreja cristã. Para outros, trata-se de uma norma divina que tem valor permanente para o povo de Deus, na antiga e na nova dispensação. Os críticos do dízimo afirmam que sua obrigatoriedade é contrária ao espírito do evangelho, pois Cristo liberta as pessoas das imposições da lei. Os defensores alegam que essa posição é interesseira, porque permite às pessoas se eximirem da responsabilidade de sustentar generosamente a igreja e suas atividades. O grande desafio nessa área é encontrar o equilíbrio entre tais posições divergentes. O que está em jogo é uma questão mais ampla — o conceito da mordomia cristã, do uso que os cristãos fazem de seus recursos e bens. A Bíblia trata do dízimo em vários textos, isto é…

A ORAÇÃO É A CHAVE PARA A OBRA MISSIONÁRIA

“Quando o homem trabalha, o homem trabalha. Quando o homem ora, Deus trabalha.” Patrick Johnstone

INTRODUÇÃO
O mundo luta com armas químicas, biológicas, bombas atômicas e etc.. São armas consideradas de muito poder. No entanto, existe uma arma mais poderosa do que essas citadas: a oração do justo (Tg 5.16). Ela é mais potente do que os mísseis norte-americanos, pois nunca erra o alvo. A nossa arma é a oração. A oração nos orienta a tomar decisões importantes na obra missionária e em tudo na vida. Ela promove comunhão na igreja (At 2.42).
A oração é a marca distintiva da igreja missionária. A oração é um meio para enfrentar a perseguição. Em At 12.1 diz: “Por aquele tempo, mandou o rei Herodes prender alguns da igreja para os maltratar.” No versículo 5 diz que enquanto o apóstolo Pedro estava aguardando o seu martírio: “... havia oração incessante a Deus por parte da igreja a favor dele.” Toda igreja que faz missão passa por perseguição. Todavia, a perseguição não é capaz de acorre…

Ilustração Missionária: “A Missão de Uma Vela”