Ética: Ser ou Fazer / Ser e Fazer


Um candidato a cargo político que se auto-elogia dizendo-se ser ético e ficha limpa é de doer o coração de qualquer um. O mesmo gaba-se como se isso fosse o suficiente para merecer o voto do eleitor. A ética não deve ser algo meramente propagado e exibido pelas pessoas, mas impregnado e existencializado no ser. Coisa natural de que tem caráter. Ética só é ética quando faz com que o indivíduo não somente “seja”, mas que também “faça” algo. Ética não é somente uma virtude que impossibilita alguém de fazer algo errado, entretanto, de também impulsionar alguém a fazer algo certo. “Não usar drogas não é o suficiente, deve-se impedir que outros peregrinem por esse caminho perigoso”. O político que não foi pego em nenhum tipo de corrupção, todavia, não fez nada em prol do benefício da sociedade, deveria ser cassado. A ética resume-se no caráter incorrupto e na ação pro bem comum.

Nos laços do Calvário que nos une,
Rev. Luciano Paes Landim.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A IMPORTÂNCIA DA FIDELIDADE DOS DÍZIMOS E DAS OFERTAS

A ORAÇÃO É A CHAVE PARA A OBRA MISSIONÁRIA