Guerrilheiros ameaçam pastor na Colômbia

21 abr 2012 Colômbia

O pastor da Igreja Missão Pan-Americana de Meta na região sudeste da Colômbia recebeu um "Último Aviso", de guerrilheiros em 29 de março, exigindo que ele interrompesse todas as reuniões religiosas e parasse de pregar a Palavra de Deus
Esta é a segunda vez no ano, que o pastor Juan Rodriguez* foi ameaçado por guerrilheiros das FARC-EP, ordenando que ele pare com todas as atividades da Igreja.
De acordo com informações dadas à Portas Abertas, um grupo de rebeldes foi à casa do pastor que lidera uma Igreja, localizada em La Palestina, uma pequena aldeia na Serra de La Macarena, na região de Meta. Disseram ao pastor Rodriguez que este era apenas um aviso, que esperavam não ter que voltar lá para repreendê-lo novamente, caso contrário, ele sofreria "sérias conseqüências".

"Este foi o veredicto final, e ninguém como eu sabe como é a sensação de estar na boca do Lobo", disse o pastor Rodriguez à Portas Abertas menos de 24 horas após ter recebido a ameaça. "Nós já sabíamos que isso poderia acontecer", disse ele, referindo-se à perseguição que ele e a esposa têm enfrentado nos últimos 16 anos.
Seis meses atrás, Rodriguez quase morreu por intoxicação após uma tentativa de homicídio instigada por insurgentes da FARC-EL, tentando pôr fim a seu Ministério de pregação e ensino do evangelho.

O pastor admitiu que não sabe o que fazer agora, ele é economicamente dependente das contribuições dos membros de sua Igreja, que atualmente têm menos de 70 pessoas. Ele pediu oração por fortalecimento espiritual para si e para sua esposa, e por provisão de Deus para suas necessidades básicas. Mas à despeito do medo, o pastor Rodriguez disse que os irmãos de sua Igreja entendem as dificuldades que ele tem enfrentado nesse Ministério. "Esta é uma situação muito difícil, mas estamos preparados, porque já passamos por isso antes quando tivemos que fechar nossa Igreja por um período de 7 anos”, disse ele.

Depois de receber o treinamento "Permanecendo Firmes Através da Tempestade", ministrado pela Portas Abertas em fevereiro deste ano, o pastor disse:" Hoje sabemos que o Senhor permitiu que tudo isso acontecesse, para nos preparar para essa situação específica".

Quando o pastor Rodriguez comunicou aos líderes de sua denominação que ele havia sido ameaçado, eles demonstraram pouco apoio. Eles teriam dito a ele que foi por sua escolha de ficar em uma zona de intenso conflito entre guerrilheiros e o Exército colombiano, conflitos que se intensificaram muito nos últimos meses.

Apesar disso, o Pastor Rodriguez disse à Portas Abertas que os irmãos de sua Igreja continuarão se reunindo com as portas de suas casas fechadas , trabalhando em pequenos grupos e exercitando a oração juntos. Acompanhado de outros irmãos que compõem o corpo de liderança de sua igreja, ele tem separado 3 dias para um “retiro espiritual” no qual se fortalecem lendo a palavra e buscando a Deus em oração, de modo que possam suportar a dura realidade que enfrentam.

"Estamos cientes de que será necessário buscar outras alternativas para continuarmos nos reunindo e ensinando a Palavra", disse ele. "Estamos confiantes de que o grupo que vem se reunindo em nossa Igreja crescerá e se fortalecerá. Mas sabemos também que muitos ficarão assustados e vão querer desistir de sua fé. Apesar disso, estamos dispostos a continuar a servir o Senhor e a confiar Nele ", concluiu.

A Igreja do pastor Rodriguez ficou fechada de 1998 a 2005 por comando direto das FARC-EP. A igreja foi reaberta após o Exército Nacional dominar a região. Durante a administração anterior do presidente Álvaro Uribe, o exército colombiano havia investido 3,7% do PIB para combater os grupos guerrilheiros. Pouco após a eleição de Juan Manuel Santos, como presidente, em agosto de 2010, a guerrilha voltou a atuar em algumas áreas, revivendo sua estratégia de intimidar e atacar a Igreja Cristã.

* Pseudônimo


Pedidos de oração
• Peça a Deus que proteja o pastor Rodriguez, sua família e os membros de sua igreja dos ataques dos grupos guerrilheiros.
• Ore para que mesmo em meio à perseguição a Igreja cresça e se fortaleça na Colômbia, e que mais homens corajosos estejam dispostos a dar a vida para que outros conheçam o evangelho.
• Peça a Deus que a pregação do evangelho e o testemunho dos cristãos possam mudar a realidade política, econômica e social da Colômbia, transformando-a em um país menos corrupto.

Fonte: Portas Abertas

Tradução:
Marcelo Peixoto

http://www.portasabertas.org.br/noticias/2012/04/1512601/

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A IMPORTÂNCIA DA FIDELIDADE DOS DÍZIMOS E DAS OFERTAS

A ORAÇÃO É A CHAVE PARA A OBRA MISSIONÁRIA