Pular para o conteúdo principal

Curso de Formação de Obreiros


Tendo em vista o aperfeiçoamento dos santos (Efesios 4.12) e a falta de preparo de muitos obreiros, estaremos começando esse curso que creio eu vai ser um divisor de águas na vida de muitos obreiros.

Por outro lado, temos a certeza que o profeta não tem honra em sua própria pátria, (Marcos 6.4). Por isso, a falta de humildade, a insubmissão e despreparo tem levado alguns líderes a ficarem constrangidos na hora de exortar ou ensinar alguns obreiros. (2 Timóteo 3. 1-4).

Esse curso de Formação de Obreiros, será ministrado pelo Ministério Cristão Clamor Pela Presença e será certificado pelo Seminário Teológico Amor e Graça (SETAG). O Curso tem como objetivo capacitar homens e mulheres, que desejam aprender mais sobre a Palavra de Deus e servi-lo em obediência aos seus ensinamentos, aos seus líderes, no seu ministério e na sua igreja em amor.

Propósito do Curso:

- Municiar pastores e líderes de igrejas, capacitando-os no conhecimento bíblico, para o melhor desempenho do seu ministério e na obra geral da igreja local; (2 Timóteo 3.17)

- Equipá-los a fim de manejar e utilizar a Palavra de Deus de forma adequada e produtiva. Seja na exposição de sermões, no ensinos bíblicos ou aconselhamentos; (2 Timóteo 3. 15-16)

- Encorajá-los à maturidade espiritual de uma vida cristã sadia diante de Deus, dos familiares ou dos colegas de ministério. Visamos auxiliar aos obreiros a entenderem seu ministério e as função que abrangem seu cargo eclesiástico; (2 Timóteo 4. 5)

- Possibilitar aos alunos ou aos obreiros um conhecimento sólido e real acerca de um chamado ministerial, da Palavra de Deus, da sua fé e da humildade. Alem de leva-los a um relacionamento pessoal e intimo com Deus.

Público Alvo

À todos que têm vontade e disposição de aprender e querem colocar em prática em suas igrejas;

Pessoas chamadas ou vocacionadas por Deus para o exercício ministerial e que desejam aprofundar-se mais no conhecimento de seu ministério ou desejam exercer alguma atividade ministerial;

Homens e mulheres que já exercem alguma função eclesiástica (Pastor, Bispo, Evangelista, Presbítero, Diácono, Levita, Obreiro, Professor de EBD, etc...).Que não teve ou não tem uma formação certificada;

Tempo e Duração do Curso

Cada Curso terá a duração de dois meses, com as aulas teóricas e com aulas práticas.

O que será abordado no curso:

* Conhecimento de homilética;
* A preparação espiritual e natural;
* Os métodos de pregação;
* Bíblia (informações gerais);
* O obreiro e a chamada para o ministério;
* O obreiros e as suas atividades;
* O obreiro como líder;
* Obreiro e a ética ministerial;
* O obreiro e as atividades ministeriais.

Caso interesse, favor entrar em contato conosco.

Pr. Ton 85994414 Oi
91868277 Claro
Pr. Gilton 84909854 Oi

Comentários

  1. A matricula tem que ser efetivada na primeira semana de janeiro, juntamente com o pagamento. Caso contrário o aluna não conseguirá a sua vaga. Pr Ton

    ResponderExcluir
  2. Estaremos lecionando no Curso de Formação de Obreiros nos dias 19/01 e 02/02. Que o bondoso Deus nos agracie e nos ajude nesta tão singela obra.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Comentários:

Postagens mais visitadas deste blog

A IMPORTÂNCIA DA FIDELIDADE DOS DÍZIMOS E DAS OFERTAS

Introdução:
O assunto do dízimo é um dos mais importantes na vida do cristão. A prática do dízimo é um tema controvertido nas igrejas evangélicas, tendo, de um lado, defensores apaixonados e, do outro, críticos ardorosos. Para alguns, é uma espécie de legalismo judaico preservado na igreja cristã. Para outros, trata-se de uma norma divina que tem valor permanente para o povo de Deus, na antiga e na nova dispensação. Os críticos do dízimo afirmam que sua obrigatoriedade é contrária ao espírito do evangelho, pois Cristo liberta as pessoas das imposições da lei. Os defensores alegam que essa posição é interesseira, porque permite às pessoas se eximirem da responsabilidade de sustentar generosamente a igreja e suas atividades. O grande desafio nessa área é encontrar o equilíbrio entre tais posições divergentes. O que está em jogo é uma questão mais ampla — o conceito da mordomia cristã, do uso que os cristãos fazem de seus recursos e bens. A Bíblia trata do dízimo em vários textos, isto é…

A ORAÇÃO É A CHAVE PARA A OBRA MISSIONÁRIA

“Quando o homem trabalha, o homem trabalha. Quando o homem ora, Deus trabalha.” Patrick Johnstone

INTRODUÇÃO
O mundo luta com armas químicas, biológicas, bombas atômicas e etc.. São armas consideradas de muito poder. No entanto, existe uma arma mais poderosa do que essas citadas: a oração do justo (Tg 5.16). Ela é mais potente do que os mísseis norte-americanos, pois nunca erra o alvo. A nossa arma é a oração. A oração nos orienta a tomar decisões importantes na obra missionária e em tudo na vida. Ela promove comunhão na igreja (At 2.42).
A oração é a marca distintiva da igreja missionária. A oração é um meio para enfrentar a perseguição. Em At 12.1 diz: “Por aquele tempo, mandou o rei Herodes prender alguns da igreja para os maltratar.” No versículo 5 diz que enquanto o apóstolo Pedro estava aguardando o seu martírio: “... havia oração incessante a Deus por parte da igreja a favor dele.” Toda igreja que faz missão passa por perseguição. Todavia, a perseguição não é capaz de acorre…

Ilustração Missionária: “A Missão de Uma Vela”