Pular para o conteúdo principal

Parabéns Bonfim do Piauí!



Sou brasiliense com muito orgulho. Amo muito minha cidade. Mas confesso que tenho também uma profunda paixão pela cidade dos meus pais e dos meus irmãos: Bonfim do Piauí. Hoje, a cidade que tanto desejo um dia morar, está fazendo aniversário. Minha saudosa mãe, Raimunda Paes Landim, certa feita me disse que quando ela era criança ouviu o meu avô, Véi Né, dizer que um dia o Bonfim do Piauí se tornaria uma cidade. De fato, a profecia do meu avô materno se cumpriu no dia 29 de abril de 1992. 

Sei que a cidade é pequena em número de habitantes (5.393 pessoas, segundo o IBGE de 2010), mas é gigante em vontade de ver o povo crescer. Ela é sofredora por causa das secas e falta de investimentos. Contudo, possui um povo batalhador que deseja muito avançar e crescer, apesar das limitações.

A minha oração sincera é para que Deus olhe para os bonfinenses neste dia e agracie o coração de cada um renovando as esperanças e dando novos sonhos. A minha palavra é para que todos os cidadãos de Bonfim do Piauí olhem para Jesus. Olhem para Deus, pois é dele que vem o nosso socorro. Desejo muito ver este povo evangelizado (aproveito para mandar um forte abraço aos irmãos da Igreja Assembleia de Deus pastoreada pelo nosso amigo Pr. Assis), que têm trabalhado arduamente em prol da evangelização da cidade. 

E se Deus permitir, em breve estaremos aí visitando os familiares, igreja e amigos.

Parabéns Bonfim do Piauí!

Nos laços do Calvário que nos une,
Luciano Paes Landim.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A IMPORTÂNCIA DA FIDELIDADE DOS DÍZIMOS E DAS OFERTAS

Introdução:
O assunto do dízimo é um dos mais importantes na vida do cristão. A prática do dízimo é um tema controvertido nas igrejas evangélicas, tendo, de um lado, defensores apaixonados e, do outro, críticos ardorosos. Para alguns, é uma espécie de legalismo judaico preservado na igreja cristã. Para outros, trata-se de uma norma divina que tem valor permanente para o povo de Deus, na antiga e na nova dispensação. Os críticos do dízimo afirmam que sua obrigatoriedade é contrária ao espírito do evangelho, pois Cristo liberta as pessoas das imposições da lei. Os defensores alegam que essa posição é interesseira, porque permite às pessoas se eximirem da responsabilidade de sustentar generosamente a igreja e suas atividades. O grande desafio nessa área é encontrar o equilíbrio entre tais posições divergentes. O que está em jogo é uma questão mais ampla — o conceito da mordomia cristã, do uso que os cristãos fazem de seus recursos e bens. A Bíblia trata do dízimo em vários textos, isto é…

A ORAÇÃO É A CHAVE PARA A OBRA MISSIONÁRIA

“Quando o homem trabalha, o homem trabalha. Quando o homem ora, Deus trabalha.” Patrick Johnstone

INTRODUÇÃO
O mundo luta com armas químicas, biológicas, bombas atômicas e etc.. São armas consideradas de muito poder. No entanto, existe uma arma mais poderosa do que essas citadas: a oração do justo (Tg 5.16). Ela é mais potente do que os mísseis norte-americanos, pois nunca erra o alvo. A nossa arma é a oração. A oração nos orienta a tomar decisões importantes na obra missionária e em tudo na vida. Ela promove comunhão na igreja (At 2.42).
A oração é a marca distintiva da igreja missionária. A oração é um meio para enfrentar a perseguição. Em At 12.1 diz: “Por aquele tempo, mandou o rei Herodes prender alguns da igreja para os maltratar.” No versículo 5 diz que enquanto o apóstolo Pedro estava aguardando o seu martírio: “... havia oração incessante a Deus por parte da igreja a favor dele.” Toda igreja que faz missão passa por perseguição. Todavia, a perseguição não é capaz de acorre…

Ilustração Missionária: “A Missão de Uma Vela”